Cadu Doné

Coluna do Cadu Doné

Veja todas as colunas

Solução no Galo?

Qual será o cara para completar a linha de meias? Geuvânio? Bolt? 

20/03/2019 às 02:59

A formação com Elias atuando aberto na linha de meias, testada nos três últimos jogos da Libertadores, claramente não deu certo. Por isso, contra o América, ele saiu do time. A despeito deste diagnóstico citado, e da modificação subsequente, no que se refere à composição deste setor, do trio de ligação, um impasse ainda ronda o Atlético.

Luan e Cazares são titulares absolutos. O primeiro, pelos lados, rende melhor – preferencialmente pela direita (embora funcione também pela esquerda) e com liberdade para circular por outras faixas, sem a orientação para permanecer demasiadamente engessado. O equatoriano, por sua vez, como uma espécie de “enganche”, de “10” clássico; na maior parte do tempo bem avançado, por trás de Ricardo Oliveira, entrando na área para finalizar, se portando como um híbrido de arquiteto e segundo atacante; em alguns instantes esporádicos, para fugir da marcação e dar mobilidade à engrenagem, recuando para auxiliar os volantes na saída de bola, surpreender com um lançamento mais longo.

Se, nos moldes destacados, duas das posições da trinca criativa alvinegra estão, por ora, bem resolvidas, não há alguém para fazer a outra beirada que hoje transmita à torcida considerável confiança. Num possível sinal de algum desprestígio de Chará, Terans foi titular no duelo do último domingo. Tirando os acertos nas bolas paradas, não vingou pra valer. Pegando a amostragem total de sua passagem por Minas, não parece ser a peça ideal para assumir de vez esta incumbência. O colombiano contratado a peso de ouro também tem vivido trajetória errante desde que chegou; ainda não se aproximou de fazer valer o investimento. Pode vir a responder, porém. Não devemos deixar a pressão tão acelerada quanto insensata, simplória, típica do futebol brasileiro, ocasionar neste caso uma desistência prematura – entre outras coisas, pelo aspecto comparativo (será que ao menos uma das alternativas a serem testadas o superará? Vale esta cautela, cabe esperar...).

E quem são estes jogadores que precisamos conhecer melhor dentro da dinâmica da equipe? Maicon Bolt e Geuvânio. Nos embates em que Elias se portou como um “ponta”, uma das qualidades que faltou ao esquadrão foi profundidade. Não creio que Terans seja o cara certo para garantir este predicado. Em teoria, Chará até o contempla, mas a ventilada oscilação insistente que o atrapalha desde o ano passado nos deixa ressabiados. Bolt e Geuvânio, na medida em que, em termos de estilo, podem preencher a mencionada lacuna – possuem o drible, velocidade, carregam a bola, procuram as ações mais verticais, para quebrar linhas –, surgem como esperanças – afinal, ainda não foram devidamente experimentados.

Falta ao jornalismo frequentemente a grandeza para dizer “não sei”. Geuvânio há de ser saudado pelo começo animador no Santos, ou “execrado” pela nulidade que foi no Flamengo? Honestamente? Não faço ideia. Pensando num exemplo próximo de como a mídia às vezes soa peremptória e erra, observemos o caso de Marquinhos Gabriel, rotulado por comunicadores diversos como inviável, irrecuperável na reta final de sua passagem pelo Corinthians, e surpreendendo positivamente no seu início no Cruzeiro. Com Geuvânio pode acontecer algo similar. Ou não...

Mesmo no triunfo diante do Coelho, o Galo não convenceu coletiva e taticamente, enquanto conjunto. Desajustes de posicionamento/movimentação, buracos indevidos na fase defensiva – por exemplo, espaço excessivo na entrada da área e/ou nas costas dos volantes, o que permitiu ao rival alviverde dois arremates perigosos no início do segundo tempo ainda antes da expulsão de Matheusinho –, carência de sincronia de ação entre os setores, de compactação na saída de bola, de aproximação do centroavante, tudo isso segue dando as caras além do aceitável. A aura aleatória, o ranço de escrete mal treinado, despido daquela postura, daquela confiança de quem sabe o que fazer com a bola, continuam. E esse panorama traz consigo, claro, o risco de atrapalhar a avaliação destas possíveis novas soluções para a linha de meias – provavelmente, para o lado esquerdo dela...

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Goleiro Bruno é autorizado pela Justiça a cumprir pena no regime semiaberto: https://t.co/57FKSjtST9 https://t.co/RD4jF213wg

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A decisão, expedida na noite desta quinta-feira, é do juiz Tarcísio Moreira de Souza, da Comarca de Varginha, no Sul de Minas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Tragédia ocorreu no bairro Novo Eldorado

    Acessar Link