Notícias

Novembro Roxo chama atenção para conscientização da prematuridade

Por Aline Campolina/Itatiaia , 08/11/2019 às 10:31
atualizado em: 08/11/2019 às 10:34

Texto:

Foto: Banco de imagens Pixabay
Banco de imagens Pixabay

No mês em que a cor azul lembra a importância da prevenção ao câncer de próstata, uma outra cor, também presente no Calendário Mundial da Saúde, conscientiza a população sobre os partos prematuros. É o Novembro Roxo, celebrado oficialmente no próximo dia 17 como Dia Mundial da Prematuridade.

Anualmente, cerca de 30 milhões de bebês no mundo nascem prematuros, com baixo peso ou adoecem logo nos primeiros dias de vida. Os números são de 2018, divulgados por uma coalizão global que inclui o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil registra o nascimento de 340 mil bebês prematuros por ano.

Existem quatro classes de bebês que nascem antes do tempo considerado normal em uma gestação - aproximadamente 38 semanas. Eles são classificados em extremo (de até 28 semanas), muito prematuro (nascidos entre 28 e 32 semanas), prematuro moderado (que chega entre a 32 e 34 semanas), e o prematuro tardio (que é o bebê que nasce entre 34 e 36 semanas de gestação).

Para Tilza Tavares, pediatra neonatologista e diretora técnica da Maternidade NeoCenter, as principais dificuldades de desenvolvimento de uma criança prematura na primeira infância são as motoras e os problemas respiratórios, principalmente se tiver sido um caso extremo. “Quanto mais prematuro, maior são os seus desafios”, diz a médica.

Os fatores de risco para o nascimento de um bebê prematuro são vários, entre eles “a gestação múltipla, o tabagismo, o uso de álcool na gravidez, a insuficiência placentária – que é quando a placenta não consegue nutrir o feto -, e doenças maternas, como diabetes, hipertensão e infecção”, explica.

Uma dúvida bastante comum entre os pais é se a prematuridade acompanha a criança por toda vida. Segundo a doutora Tilza Tavares, a prematuridade fica presente na vida do recém nascido por muito tempo. “A história do bebê prematuro não termina no momento da alta médica. Quanto mais prematuro, mais é preciso de um tempo para o desenvolvimento pleno”, afirma a médica.

Novembro Roxo

Símbolo de sensibilidade e individualidade, a cor roxa representa características peculiares aos prematuros. O roxo ainda significa transmutação, mudança. O Dia Mundial da Prematuridade ( 17 de novembro) está registrado no calendário mundial anual desde 2008.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link