Notícias

Como não sair da dieta neste período de quarentena?

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 31/03/2020 às 13:18
atualizado em: 31/03/2020 às 13:21

Texto:

Foto: Pixabay/ banco de imagens
Pixabay/ banco de imagens

Muita gente deve estar com essa dúvida martelando na cabeça durante a fase de isolamento social da pandemia pelo coronavírus. Ficar em casa, sem fazer as atividades diárias que já eram de costume, pode fazer com que a ansiedade aumente e com isso a dieta pode ir por água abaixo. Se você está neste time, pode ficar tranquilo.

O médico, especialista em nutrologia, Juan Bernard, já trabalha com a estratégia de redução de danos na dieta durante este período de quarentena. “Na minha percepção, a quarentena não é o momento de dietas extremamente restritivas. Tenho orientado meus pacientes a flexibilizar um pouco os padrões de dieta de forma que permita a introdução gradual de alimentos que, numa situação normal, tenderia a não permitir no padrão de consumo deste paciente”, explica. 

Podemos citar, como exemplo, um paciente que está de dieta, durante o isolamento social, e quer comer chocolate. “Normalmente, desencorajaria ele a comer o chocolate ou daria opções para que esta pessoa não consumisse o chocolate. Acrescentaria fruta após as refeições para saciar a vontade do doce. No contexto de quarentena, a gente sabe que tudo contribui para um quadro de ansiedade aumentada. Temos maior tendência a padrões compulsivos alimentares do que em outras situações. Por isso, neste momento, trabalho com a flexibilização da dieta e controle de danos”.

De acordo com o médico, o dano vai acontecer, mas o indicado neste caso é permitir uma flexibilização da dieta. Se a pessoa quer comer chocolate, ela pode comer. Desde que controle a quantidade. O ideal é não comer o chocolate todo. Dividir em diferentes momentos, dois quadradinhos depois do almoço e dois depois do jantar. Segundo o nutrólogo, isso vai ajudar a  controlar a ansiedade do paciente e o dano vai ser menor do que se ele tivesse comido durante um lapso de ansiedade. 

“Do ponto de vista comportamental, é importante incentivar práticas que vão ajudar a reduzir a ansiedade como um todo, o que vai ajudar a controlar o padrão alimentar. Prática de exercício físico em casa ajuda. Fazer ioga com ajuda de vídeos do youtube, na televisão também ajuda, ou qualquer outra tática de meditação”, sugere o médico nutrólogo Juan Bernard.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O crime aconteceu na BR-040, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em fevereiro deste ano. A mulher, de 31 anos, morreu na hora.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Segundo um relatório divulgado pelo Conselho Gestor na sexta-feira passada (29), haviam duas parcerias engatilhadas para a nova diretoria. #Itatiaia

    Acessar Link